h1

Consciência é para os fracos

novembro 12, 2008

Well, well, eis que depois de mais um recesso forçado, volto a postar nesse mafuá primitivo. E com uma história novinha!!! Aposto uma dose de Seleta no mercearia São Pedro que nem as minhas companheiras de blog sabem da história que vou relatar…

Pois então, eu tenho uma amiga que tem um talento, um dom divino para administrar situações difíceis, especialmente quando envolvem um – ou mais – cafuçu. Esses dias a bonita se viu num belo dilema e, como uma boa pessoa de espírito diplomático, resolveu a questão da maneira mais, digamos, democrática possível.

A moça estava investindo há tempos em um rapaz, que chamaremos de número 1. Estava afinzona dele há meses, mas nunca rolava uma oportunidade. Foi quando o rapaz e alguns amigos em comum se reuniram para passar o fim de semana num sítio. Minha amiga foi, feliz e contente, certa de que ia pegar o bonito. Porém, de última hora, um outro rapaz, que nomearemos como número 2, decidiu ir também. Este rapaz é peguete da minha amiga – não chega a ser uma foda fixa, mas é mais constante. Ela pensou: FODEO!

E tinha fodido mesmo. Chegando lá, o número 1 não se mexeu logo, e minha amiga, achando que do mato 1 não sairia coelho, se arranjou lá com o 2. Porém, no dia seguinte, caindo de trêbada e sem condições de raciocinar com cautela, a doida se agarrou às escondidas com o número 1. E ficou louca do edi, né? Mas e como administrar aquele rolo, minha gente? Simples: fez a Kátia, esperou o 2 dormir e foi pegar o 1 num cantinho nada escondido – em um dos quartos. Onde, por um acaso, dormiam um amigo na cama ao lado e outro amigo na cama debaixo. Sim, ela furunfou com o moço número 1 na parte de cima de uma beliche, em um quarto com a porta destrancada e mais dois indivíduos capotados (roncando, pasmem!) no ambiente. Fina a moça, não?

 

 

Depois, cochilou, tomou uma breja, um banho e sacudiu a poeira. Continua curtindo o sabor da vitória até agora, feliz da vida. E ia fazer o que, chorar de vergonha ou remorso? Consciência é para os fracos, my dearest.

Se bem que depois de tanto investimento, bem que o bofe podia se dignar a pelo menos dar a ela uma segunda vez, com direito ao mínimo de privacidade e a poder remover todas as peças de roupa. Acho justo! E fica a dica…

5 comentários

  1. And the oscar goes to…


  2. E eu aposto DUAS seletas que esse rolo foi no fds passado!!


  3. hahahahahahah eu aposto a garrafa de seleta que eu sei de quem é essa história… vamoae? quando vcs podem?


  4. Ai que MEDO de saber de quem foi essa historia…


  5. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    Eu me amo, Brasil.

    Kd as garrafas de cachaça? Eu quero!



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: