h1

Sorria, você está sendo filmado

outubro 13, 2011

Faz tempo que não postamos história de amigo aqui, né? Pois lá vai uma muito boa, que aconteceu faz mais ou menos um ano e que precisa ser compartilhada com o mundo.

Um amigo nosso foi a uma baladinha hype bem famosa da noite paulistana que acontece uma vez por ano. Para não perder a viagem, o bonito se estragou no álcool e ficou virado no Jiraya. Até mosh do palco durante um show ele deu – eu até publicaria a frase emblemática que ele soltou ao final do ato, mas ia denunciar demais o autor.

Enfim, tava lá locão, descolou um boy magia (ou nem tão magia assim, enfim) e resolveu ir pra casa do rapaz, que era ali pela região mesmo. Foram a pé, chegaram lá, começaram a se pegar loucamente na sala, aquela coisa toda… Eis que o dono da casa lança: “vamos ali no terraço?”. Beleza, né, saíram os dois, pegaram o elevador, subiram até o topo do prédio, olharam lá de cima e resolveram voltar porque estava muito frio – pelo que eu me lembro, foi tipo a noite mais fria do ano passado. De volta ao apê, fizeram amorzinho gostoso e meu amigo vazou quando já era dia bem claro.

O lindo passou na padoca, tomou um café, foi até a casa dele, dormiu… Quando acordou, estava numa ressaca monstruosa e com sérias dificuldades de se lembrar dos detalhes da noite anterior. Entre um copo d’água e outro, ele começou a recapitular a ida pra casa do fulano, a pegação… OH NÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ele então se lembrou de ter subido até o terraço do cara numa boa. Porém, na hora, ele e o peguete não atentaram a um detalhe importantíssimo. Ele estava nu. PELADO. Sem roupa, sem nem cueca. E andou de elevador no prédio dos outros. Imagina se entra uma velhinha indo comprar pão. Imagina a cara do porteiro, um tiozinho evangélico que entra no serviço às 6h da manhã pra ver vagabundo pelado dando rolê pelas câmeras de segurança! Que horror, minha gente, que horror.

Se a intenção já era não fazer “follow up” com o menino, depois de lembrar-se do ocorrido é que o amigo nunca mais quis saber dele mesmo. Tudo para evitar o constrangimento de encontrar o tio da portaria novamente e ganhar aquele olhar de “eu já te vi pelado”. Desnecessário.

One comment

  1. no elevador
    pelo corredor
    explodindo de prazer
    como uma boneca de fogo



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: