Archive for maio \14\UTC 2012

h1

“Um bom anfitrião cristão divide a carne e o pão”

maio 14, 2012

Nós aqui do “Eu tenho uma amiga” não somos lá super experts quando o assunto é religião, mas sabemos que um bom anfitrião cristão é aquele que sabe receber, agradar e acima de tudo que sabe DIVIDIR o que possui com seus ~irmãos~.

Pois bem, nós temos dois amigos que aqui vamos chamar de amigo 1 e amigo 2 que conheceram de fato essa figura rara que é o anfitrião cristão. Os dois tem muitos amigos e amigas, entre elas vamos destacar uma em especial, aquela menina super amiga sabe? A famosa AMIGA DA GAROTADA = dá tudo e não cobra nada.  Acontece que essa amiga tem um namorado que, CLARO, mora em outra cidade, o que a deixa livre para pegar deus e todo mundo nas horas vagas.

Um belo dia a amiga chegou na casa do amigo 1 e o convidou para sua festa de aniversário que seria no interior, na casa do seu namorado = anfitrião cristão, no próximo final de semana e ainda prometeu que todas as suas amigas estariam lá super dispostas a conhecerem seus amigos da Capital. O amigo 1 então prontamente ligou para o amigo 2 e o convenceu a seguir rumo a essa outra cidade para ir de encontro  ao ~tesouro~ que os esperava.

Chegado o grande o dia os amigos acordaram cedo e já colocaram o pé na estrada. Algumas horinhas depois chegaram ao local da festa e estava tudo como havia sido prometido: churrasco, cerveja, sol, gente bonita, clima de paquera e muitas meninas ávidas por ~conhecer melhor~ os tão famosos caras da cidade grande.

O anfitrião também foi muito simpático com os amigos da namorada, ofereceu-lhes inclusive a casa dele para que dormissem lá e não pegassem a estrada bêbados, um a-m-o-r de menino. RISOS.

Pois bem, o tempo foi passando e a bebida foi entrando… Quando os amigos se deram conta estavam cada um com uma menina (muy hermosas, diga-se de passagem) e se pegaram loucamente com elas até que… elas tiveram que ir embora… porque… ELAS TAMBÉM TINHAM NAMORADO. Será que é moda e a gente não ficou sabendo?

Well, moralismos à parte (afinal quem nunca pegou gente comprometida e/ou deu uma puladinha de cer… hum, deixa pra lá) Os amigos se viram lá sozinhos e resolveram :

1)      ir dormir? R: NÃO

2)      continuar bebendo até não poder mais? R: CLARO.

Beberam, beberam e beberam até que a amiga resolveu com a cara mais deslavada possível dar AQUELA dispensada no namorado dizendo: “Amor, vai indo pra cama vai? Vou beber um pouco com os meninos e já vou… me espera” HUM SEI.

Continuaram bebendo e o clima foi esquentando… entre os três. A amiga (que já tinha ficado/transado com os dois amigos em momentos diferentes) não se fez de rogada e deixou que os dois começassem uma bela preliminar ali mesmo, na casa ao lado da onde o namorado estava ~esperando~ por ela.  Um brincando de ‘Eliana e os dedinhos’ e o outro recebendo um belo blow job.

A coisa foi esquentando e em um lapso de lucidez o amigo 1 se deu conta da merda que aquilo poderia dar e abandonou o barco indo dormir no quarto ao lado, já o amigo 2 seguiu à risca aquele velho ditado “o que é um peido pra quem ta cagado?” e finalizou o serviço sem medo de ser feliz.

Terminado o serviço a amiga colocou as roupas EMBAIXO DO BRAÇO e seguiu PELADA até o quarto do amado. Tá achando que ela virou pro lado e dormiu? Virou nada! Aproveitou o embalo e já cumpriu seu dever de namorada! Disposição é isso minha gente.

No dia seguinte, ainda meio bêbado o amigo 1 acordou, foi se lembrando dos últimos fatos da noite anterior e tremeu :“Caralho, será que amiga ta dormindo no outro quarto?”. Saiu correndo já prevendo o rebosteio que ir dar se o namorado visse a suposta cena do crime. Por sorte encontrou o amigo 2 dormindo tranqüilo e sem pensar duas vezes o acordou dizendo: “Vamos embora daqui antes que alguém desconfie de algo” e saíram praticamente fugidos do sitio de volta à Capital.

O namorado da amiga acordou belo e faceiro algumas horas depois super feliz e ainda mais apaixonado pela namorada. Da próxima vez, é capaz de servir até cafezinho antes de eles irem embora.

É isso que a gente chama de SOLIDARIEDADE.

h1

Alô, Nelson?!

maio 7, 2012

Eu tenho uma amiga que é uma linda, super gente boa, aquela que dá pra gente contar em todas as horas sabe? Pois é, acontece que tem gente que é tão sem noção que acha que só porque a pessoa é legal pode aprontar a maior papagaiada do mundo que nem vai dar nada. Foi exatamente o que aconteceu na história que contaremos aqui.

A amiga em questão tinha conhecido um gatinho que era amigo de amigos (amigos dos amigos- a maior fonte sexual já inventada na história) e logo se interessou por ele. Como a amiga na época morava em uma república que era das mais animadas de São Paulo, resolveu chamar a tchurma pra uma festinha que ia rolar na sua casa e de quebra já resolveria a situação com o gatinho.

A festa foi um sucesso e todo mundo se divertiu e bebeu, claro, ~como se não houvesse amanhã~.  O tempo foi passando, a paquera foi evoluindo e as coisas foram esquentando como todos vocês já podem imaginar. A amiga tomou uma atitude e levou logo o moçoilo pro quarto, nas palavras da amiga o sexo foi ruim por dois motivos: 1- Ela estava muito bêbada; 2-O moço tinha o piru pequeno, bem pequeno (RISOS ETERNOS), mas eis que já pela manhã naquela hora do sexo matinal o moço se mexe ainda meio dormindo e profere a seguinte frase: “NELSON, É VC?”

 Image

OI?

OI???

OEEEE?

“NELSON? Meu filho, Mané Nelson o que!” A amiga pensou, mas resolveu ficar calada. Porque né? Tem pau pequeno e ainda confunde seu nome com um nome de homem, melhor deixar pra lá.

PAUSA DRAMÁTICA PARA O DETALHE IMPORTANTE

**Entre os convidados da festa estava uma amiga de nossa amiga, aquela amiga super fofa mas que também tem super fogo na periquita sabe? Não importa de quem for boy, se estiver disponível ela pega mermo**

Acontece que no dia seguinte a amiga tinha que visitar os pais no interior pois sua mãe estava doente, no entanto, a amiga tomou café da manhã com o boy, um amigo e a ~amiga~ que acabou dormindo por lá. Quando a nossa amiga disse que ia para o interior, de pronto a amiga biscate disse que ia em uma festa perto dali mais tarde e perguntou se por um acaso poderia ficar por lá até a hora da tal festa e CLARO chamou os dois meninos para irem com ela. A amiga disse que ela podia ficar por lá e foi-se embora, passou o final de semana bela e formosa e quando regressou à sua morada no domingo ficou sabendo que depois de ter saído, os 3 compraram cerveja e uma garrafa de vodka e ficaram bebendo até que tcharam, ELES SE PEGARAM . Eles eu digo o boy e a amiga da onça porque o terceiro elemento era uma bichona.

E não para por aí não! Eles não só se pegaram no sofá-cama da sala como também foram ao cinema e depois desfilaram de casal em um bar!! E vocês acham que foi a amiga que contou depois de ter se arrependido dessa papagaiada toda? Foi nada! Quem contou foi uma outra amiga e, claro, um dos roomates que viu tudo e ficou boquiaberto.A nossa amiga ficou muito puta com toda a historia e chateada também né? O mínimo que a gente espera das amigas é que elas não peguem o nosso boy certo? R: não. Pffff

O tempo passou e a história virou piada na turma, porém em uma festa de despedida que rolou um tempo depois as duas se encontraram e a amiga da onça chegou como se NADA tivesse acontecido, dizendo “Ai como vc ta linda!” (sem comentários) e quando viu que a amiga não ia dar corda começou a chorar para os outros dizendo que estava sendo vítima de uma INJUSTIÇA (sem comentários 2).

Não obstante, uns 6 meses depois as agora ex-amigas voltaram a se encontrar casualmente e a nossa amiga teve que ouvir que a coitada estava passando uma FASE DIFÍCIL, que foi ENGANADA por coisas que ele disse e como ela é muito INGÊNUA as pessoas se aproveitam dela por isso.

Image

FASE DIFÍCIL= Aquela fase BISCATE MAROTA que algumas mulheres passam na vida e que na maioria das vezes nunca passa.

ENGANADA: Passar dos 15 anos e continuar usando essa desculpa é o cúmulo da cara de pau.

INGÊNUA: SEM COMENTÁRIOS 3.

Como já dizia um célebre personagem de uma novela famosa: “É um absurdo tão grande que só mesmo tomando uma boa dose de whisky”

E ainda tem a cereja do bolo: A amiga perguntou o porquê do cara falar “Nelson” do nada no meio da manhã e ele respondeu da seguinte maneira : “ Eu acordei meio ~confuso~ e achei que tinha dormido do lado dele”

FIM.

%d blogueiros gostam disto: