Archive for the ‘casos’ Category

h1

um date muito louco

julho 10, 2012

Eu tenho uma amiga que mora longe, e que nessas de tentar uma coisa nova, tentou foi o online dating.

Sabe como é, dificil conhecer pessoas no pais que ela mora, os homi sao tudo fraquiiiiiiinho, fraquiiiiiiiiinho, entao a colegue resolveu se aventurar. Quem nao tem (piro)CAO, caca com gato – ou MOUSE, para ser mais infame ainda!

Image

Resolveu apontar sua metralhadora para um frances, que dizem as mas linguas sao os melhores amantes da europa.

Image

Alvo escolhido, a bonita ficou de conversa mole ate realmente marcar o primeiro encontro.

Antes de ir, bateu aquela inseguranca e pra ser sincera, a amigue se arrumou para seu encontro como alguem que se arruma pra ir num velorio. Tinha passado o dia inteiro trabalhando, era feriado, a unica refeicao que a pobre tinha feito ate entao – 8 da noite – era o cafe da manha.

Image

Se arrastou ate o metro, desistiu, pegou um taxi, e foi la encontrar o bofe no bar combinado – resolveu pensar positivo:

– Se tudo der errado, pelo menos um jantar gratis eu ganho no final das contas. 🙂

E foi dada a largada!

A amigue chegou no bar, o frances tava la, esperando… pediu um drink. Tomaram e conversaram merda O bofe entao, na maior onda de macaco quer banana, ofereceu o segundo drink pra amigue. Como dizem desde que a menina era pequena que eh feio recusar presente, a colegue aceitou o drink numero dois.

ImageImage

Foi entao que o bofe disse que eles deviam ir encontrar uns amigos dele num outro bar ali perto, era so pegar um taxi.

OK.

Sairam do bar e foram pegar o taxi.

E nao eh que nao passou NENHUM?

E nao eh que o bofe, BEM MASCULINO #NOT, estava morrendo de vontade de fazer xixi?

E nao eh que pararam em outro bar pra fazer xixi? Um xixi, dois shots de whisky pro casal recem formado e voltamos a programacao normal de quem procura um carro pra te levar pro outro lado do bairro.

Image

Chegando no TERCEIRO bar,  a amiga ja levemente alcoolizada, resolveu que seria muito simpatica com o casal de amigos do seu bofe novo, neam, pra impressionar.

Pediu, entao, sim: MAIS UM DRINK, que viraram dois – o bofe tb nao ficava atras, que viraram uma conversa que jamais saberemos do que se tratou, que viraram na amiga chamando todos os amigos exus dela pra irem todos para um QUARTO bar.

ImageImage

PQ? Nao sei.

So sei que parece que os amigos do bofe da colegue acharam ela um ENTRETENIMENTO, e PEDIRAM para ir com eles para o outro estabelecimento alcoolico.

A partir do quarto bar a gatinha – que a essa altura do campeonato devia ta eh uma LEOOOOOOOOOOA, RRRRRRRRRROOOOOOOAAAAAARRRRRRRRRRRRRR, lembra de flashes:

Image

– amigo numero um chegando mais louco que o bozo.

Image

– amiga numero dois mandando mensagem pra falar que nao ia pq ia DAR, nao resisitiu.

Image

– amigo numero tres mandando a seguinte msg “onde moram os monstros”

Image

– alguem falando de levar o peixe novo da colegue pra passear

Image

– shots! shots! shots!

Image

– fotos na maquina de fotos!

Image

– taxi!

Image

– policia!

Image

– briga no taxi!

– bar! oi? bar?

CAMA.

Image

A amiga acordou no outro dia mei DESCARACTERIZADA, e pela piada de mau gosto dessa frase, vale ressaltar que o bofe frances eh EDITOR – me filma! me edita!

Image

Resolveu fingir, para a situacao nao ser tao constrangedora, que lembrava de tudo -pediu desculpas daquele jeitinho charmoso, e ouviu que nao tinha feito nada demais. UFA!

De repente lembrou da foto! CADE? “Ah, ninguem lembrou de tirar ela da maquina…” – Quer dizer, duas coisas:

1- tava todo mundo idiota que nem ela

2- a amiga nao pode voltar pra quele bar NUNCA MAIS pois A CARA DA BIXA deve ta colada la nas paredes, no wall of shame!

Tudo bem, foda-se.

A colegue linda, levantou, se arrumou e partiu. Quando desceu pro primeiro andar do apartamento, lembrou de onde saiu o QUINTO bar da noite. O bofe eh dono de um, que esta prestes a abrir… Fica no andar inferior da casinha dele.

CORRAO!

FIM.

Ah, fim o cacete!

Antes de ir embora, numa conversa mole sobre o dia anterior, o frances ainda lembrou que a amigue nao tinha comido nada.

– Mas pq vc nao me lembrou isso na hora? Perguntou ela, puta.

– Ah, pq eu nao acho sexy ver gente comendo, nao queria estragar o clima. Disse ele.

Antes um coma alcoolico da pretendente do que ver ela comendo… muito bem.

AHHHHHHHH, OS FRANCESES!

 

h1

“Um bom anfitrião cristão divide a carne e o pão”

maio 14, 2012

Nós aqui do “Eu tenho uma amiga” não somos lá super experts quando o assunto é religião, mas sabemos que um bom anfitrião cristão é aquele que sabe receber, agradar e acima de tudo que sabe DIVIDIR o que possui com seus ~irmãos~.

Pois bem, nós temos dois amigos que aqui vamos chamar de amigo 1 e amigo 2 que conheceram de fato essa figura rara que é o anfitrião cristão. Os dois tem muitos amigos e amigas, entre elas vamos destacar uma em especial, aquela menina super amiga sabe? A famosa AMIGA DA GAROTADA = dá tudo e não cobra nada.  Acontece que essa amiga tem um namorado que, CLARO, mora em outra cidade, o que a deixa livre para pegar deus e todo mundo nas horas vagas.

Um belo dia a amiga chegou na casa do amigo 1 e o convidou para sua festa de aniversário que seria no interior, na casa do seu namorado = anfitrião cristão, no próximo final de semana e ainda prometeu que todas as suas amigas estariam lá super dispostas a conhecerem seus amigos da Capital. O amigo 1 então prontamente ligou para o amigo 2 e o convenceu a seguir rumo a essa outra cidade para ir de encontro  ao ~tesouro~ que os esperava.

Chegado o grande o dia os amigos acordaram cedo e já colocaram o pé na estrada. Algumas horinhas depois chegaram ao local da festa e estava tudo como havia sido prometido: churrasco, cerveja, sol, gente bonita, clima de paquera e muitas meninas ávidas por ~conhecer melhor~ os tão famosos caras da cidade grande.

O anfitrião também foi muito simpático com os amigos da namorada, ofereceu-lhes inclusive a casa dele para que dormissem lá e não pegassem a estrada bêbados, um a-m-o-r de menino. RISOS.

Pois bem, o tempo foi passando e a bebida foi entrando… Quando os amigos se deram conta estavam cada um com uma menina (muy hermosas, diga-se de passagem) e se pegaram loucamente com elas até que… elas tiveram que ir embora… porque… ELAS TAMBÉM TINHAM NAMORADO. Será que é moda e a gente não ficou sabendo?

Well, moralismos à parte (afinal quem nunca pegou gente comprometida e/ou deu uma puladinha de cer… hum, deixa pra lá) Os amigos se viram lá sozinhos e resolveram :

1)      ir dormir? R: NÃO

2)      continuar bebendo até não poder mais? R: CLARO.

Beberam, beberam e beberam até que a amiga resolveu com a cara mais deslavada possível dar AQUELA dispensada no namorado dizendo: “Amor, vai indo pra cama vai? Vou beber um pouco com os meninos e já vou… me espera” HUM SEI.

Continuaram bebendo e o clima foi esquentando… entre os três. A amiga (que já tinha ficado/transado com os dois amigos em momentos diferentes) não se fez de rogada e deixou que os dois começassem uma bela preliminar ali mesmo, na casa ao lado da onde o namorado estava ~esperando~ por ela.  Um brincando de ‘Eliana e os dedinhos’ e o outro recebendo um belo blow job.

A coisa foi esquentando e em um lapso de lucidez o amigo 1 se deu conta da merda que aquilo poderia dar e abandonou o barco indo dormir no quarto ao lado, já o amigo 2 seguiu à risca aquele velho ditado “o que é um peido pra quem ta cagado?” e finalizou o serviço sem medo de ser feliz.

Terminado o serviço a amiga colocou as roupas EMBAIXO DO BRAÇO e seguiu PELADA até o quarto do amado. Tá achando que ela virou pro lado e dormiu? Virou nada! Aproveitou o embalo e já cumpriu seu dever de namorada! Disposição é isso minha gente.

No dia seguinte, ainda meio bêbado o amigo 1 acordou, foi se lembrando dos últimos fatos da noite anterior e tremeu :“Caralho, será que amiga ta dormindo no outro quarto?”. Saiu correndo já prevendo o rebosteio que ir dar se o namorado visse a suposta cena do crime. Por sorte encontrou o amigo 2 dormindo tranqüilo e sem pensar duas vezes o acordou dizendo: “Vamos embora daqui antes que alguém desconfie de algo” e saíram praticamente fugidos do sitio de volta à Capital.

O namorado da amiga acordou belo e faceiro algumas horas depois super feliz e ainda mais apaixonado pela namorada. Da próxima vez, é capaz de servir até cafezinho antes de eles irem embora.

É isso que a gente chama de SOLIDARIEDADE.

h1

Amiga que ama um tal de Marcelinho

abril 19, 2012

Que mulher que não gosta de bater um bom papo, tomar umas cervejas, fumar uns cigarros e bater papos sem fim?

Mas como todo papo uma hora acaba sempre tem aquela amiga que sempre adora compartilhar  vídeos engraçadinhos da internet.  Numa noite dessas ela nos apresentou um tal de Marcelinho, um boneco que conta histórias safadas na internet.

Vejam aí o que acham!

No canal da Alta Cúpula tem muito mais http://www.youtube.com/user/altacupulavideos

h1

Sorria, você está sendo filmado

outubro 13, 2011

Faz tempo que não postamos história de amigo aqui, né? Pois lá vai uma muito boa, que aconteceu faz mais ou menos um ano e que precisa ser compartilhada com o mundo.

Um amigo nosso foi a uma baladinha hype bem famosa da noite paulistana que acontece uma vez por ano. Para não perder a viagem, o bonito se estragou no álcool e ficou virado no Jiraya. Até mosh do palco durante um show ele deu – eu até publicaria a frase emblemática que ele soltou ao final do ato, mas ia denunciar demais o autor.

Enfim, tava lá locão, descolou um boy magia (ou nem tão magia assim, enfim) e resolveu ir pra casa do rapaz, que era ali pela região mesmo. Foram a pé, chegaram lá, começaram a se pegar loucamente na sala, aquela coisa toda… Eis que o dono da casa lança: “vamos ali no terraço?”. Beleza, né, saíram os dois, pegaram o elevador, subiram até o topo do prédio, olharam lá de cima e resolveram voltar porque estava muito frio – pelo que eu me lembro, foi tipo a noite mais fria do ano passado. De volta ao apê, fizeram amorzinho gostoso e meu amigo vazou quando já era dia bem claro.

O lindo passou na padoca, tomou um café, foi até a casa dele, dormiu… Quando acordou, estava numa ressaca monstruosa e com sérias dificuldades de se lembrar dos detalhes da noite anterior. Entre um copo d’água e outro, ele começou a recapitular a ida pra casa do fulano, a pegação… OH NÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ele então se lembrou de ter subido até o terraço do cara numa boa. Porém, na hora, ele e o peguete não atentaram a um detalhe importantíssimo. Ele estava nu. PELADO. Sem roupa, sem nem cueca. E andou de elevador no prédio dos outros. Imagina se entra uma velhinha indo comprar pão. Imagina a cara do porteiro, um tiozinho evangélico que entra no serviço às 6h da manhã pra ver vagabundo pelado dando rolê pelas câmeras de segurança! Que horror, minha gente, que horror.

Se a intenção já era não fazer “follow up” com o menino, depois de lembrar-se do ocorrido é que o amigo nunca mais quis saber dele mesmo. Tudo para evitar o constrangimento de encontrar o tio da portaria novamente e ganhar aquele olhar de “eu já te vi pelado”. Desnecessário.

h1

Conhecendo a sogra

setembro 28, 2011

Eu tenho uma amiga que, em um dia muito ruim, conheceu um homem muito bom, ficou com ele e, depois de alguns dias, decidiu fazer a manutenção e mandar uma mensagem marota perguntando por onde ele andava e o que andava fazendo. Depois de uma breve troca de palavras, ficou combinado que os dois iriam “fazer alguma coisa” no dia seguinte.

Passadas 24 horas, a amiga estava jantando quando o boy magia (e digo MAGIA com muita ênfase) ligou convidando-a para tomar umas em algum bar. Beleza, ela foi pra casa, se arrumou e o bonito ligou de novo dizendo, em outras palavras: olha, vamos pular a parte burocrática, você não quer vir direto aqui pra casa, não? Ela topou, é claro – essa amiga não é muito chegada em enrolação.

E lá se foi ela pra casa do sujeito. Chegou, estava ele lindo, com aquele visual estupidamente charmoso que emana da soma chinelo + bermuda + moletom. Se cumprimentaram com um beijo, a bonita cheia de amor pra dar, aí eles entraram em casa e… Eis que eles não estavam sós.

Aqui, caros, entra uma reflexão muito válida, a meu ver, para a sociedade moderna. Quando um sujeito chama uma moça para dormir na casa dela, o que a moça deve pensar? “Ele mora sozinho.” Ou “ele mora com um brother”. Ou, na pior das hipóteses, “ele está sozinho em casa, a família foi viajar”. Certo? Errado. Pelo menos para este cidadão, que legalizou o sexo casual e leva a mina com quem ele está saindo pela segunda vez pra transar em casa, SOB O MESMO TETO QUE O PAI E A MÃE.

A cara da amiga foi quase no chão quando ela se deparou com o candidato a sogro na cozinha. Foi o “boa noite” mais sem graça que ela já disse. Para o cara, a coisa fluiu muito naturalmente. Ele a levou para o quarto e, né, os detalhes sórdidos do restante da noite a gente não precisa compartilhar.

Aí a linda acordou no outro dia de manhã no maior chamego, deu mais um pouquinho, tomou um banho e estava planejando ir embora muito de fininho. Só que quando chegou ao portão, o boy tinha esquecido a chave. No que ele voltou pra buscar, quem apareceu? O pai de novo? Não, muito pior. A MÃE.

Minha amiga disse que a mão dela nunca suou tanto na vida. E a sogrona, em vez de fazer um carão, resolveu ser simpática. Disse: “RÁ, achou que ia fugir de mim, né?”. Foi lá, abraçou, perguntou o nome, convidou pra almoçar (!!!!!!!). Aí o bonito voltou, também com cara de sem graça, tentando cortar o momento bizarro, quando a mãe dele perguntou para a amiga: “você estava com ele na sexta?”. A amiga: “não, por quê?”. E a mãe: “não, nada, é que eu fiquei cabreira com a história da garrafada, você viu que horrível que está esse machucado na testa dele, minha filha?”.

A amiga fez cara de conteúdo, olhou, riu, até comentou alguma coisa e, finalmente, conseguiu ir embora. Mas foi bem pensando que deveria é ter virado para a mulher e falado: “minha senhora, a senhora ta achando que eu vim aqui pra botar reparo na testa do seu filho? CÊ JURA?”. Tenha dó.

h1

Vida de solteira – Esse eterno episódio de seinfeld em looping.

setembro 26, 2011

Todo mundo sabe que a vida de solteira é essa eterna brincadeira com mix de armadilha de satanás, mas as vezes o roteirista da vida é tão infame, tão infame que a vida começa a virar um episódio de Seinfeld em looping infinito. É exatamente isso o que aconteceu com uma amiga cuja a história vamos contar a seguir.

A amiga em questão é solteira e adora cair na noite. Eis que em uma dessas noites ela foi em uma super festa e estava lá, bela e faceira dançando enquanto seus amigos estavam devidamente ocupados. De repente, não mais que de repente chega um moçoilo e puxa conversa. A amiga nem dá ouvidos e fala “Moço, entao.. Não quero conhecer ninguém não, to aqui me curtindo etc” e o moço insistiu “Mas deixa eu só te conhecer, pegar seu telefone, te achei interessante… Te observei a noite inteira.” ‘Tá bom vai, vamos la fora fumar um cigarro”.Foram, e amiga não tava fazendo nada mesmo e resolveu dar uma chance pro rapaz. Se beijaram e ui, o rapaz beijava super super super bem. ‘Huuummmm, com um beijo assim imagine o resto” pensava a amiga enquanto o rapaz desfiava mil elogios à amiga ‘Como você é linda” “É um PRIVILÉGIO te conhecer” etc. Foram pra casa da amiga, que mora sozinha, e tiveram uma noite memorável. Super conexão, tudo lindo, o moço era bom em tudo. Ui. Ao sair da casa dela pegou seu telefone e disse que retornaria assim que voltasse de viagem, o moço é fotógrafo e foi fazer umas fotos fora da cidade e a moça lhe deu um beijo e suspirou pensando “Acertei na loteria, um fuck buddy bom de cama e interessante”. Porém, como diz uma outra amiga: ‘Jacaré ligou? Nem ele”. Sumiu do mapa! Nem sinal de fumaça ele mandou. A amiga ficou magoada, e mesmo sabendo só o primeiro nome dele ainda tentou fazer um stalking, sem sucesso. Ficava criando teorias “Por que raios ele não me ligou? Será que eu fiz algo de errado? Será que o cel foi roubado?”. Bom, a paranóia durou 1 semana e meia porque né? A vida anda e não dá pra ficar esperando nada de ninguém.

Eis que, uns DOIS meses depois a amiga havia combinado de ir na mesma festa onde conheceu o rapaz, e um amigo dela, que estava na primeira vez e também o conheceu na ocasião, estava lá antes dela e o rapaz o reconheceu. Perguntou sobre a amiga, disse que tinha a procurado mas que o telefone que ele havia anotado estava errado, pediu o certo para o amigo dela que prontamente disse “Relaxa ela vem aqui e te passa pessoalmente” Nesse momento a amiga estava saindo de um bar e recebeu uma msg do amigo “Amiga, você não vai acreditar. O fotografo ta aqui e perguntou de vc. Disse que ta com seu tel errado, por isso o sumiço. Disse que vc tava vindo pra passar o certo!” Ui! A amiga super se animou, ficou passada com a historia toda e CLARO foi lá fazer o que tinha de ser feito. Chegou na festa e em 5 minutos eles se encontraram, e em mais 5 ficaram. Tudo lindo, o moço pediu desculpas, super beijo again… só no romance. Foram embora juntos e a noite deles foi ainda melhor! Porém, depois de um tempo a amiga acorda com o moço se vestindo meio apressado e não eram nem 10 da manhã” ‘Por que vc vai embora? Fica aí vai” pediu. “Não, não posso, tenho que ir etc” a amiga desconfiou, mas ok. Aí disse “Ué, não vai anotar meu numero certo?” “Ah, claro! Aproveita e anota vc mesma”. Tolinho… rs. O moço possui um Iphone e todos sabem que basta vc colocar os primeiros números que o contato correspondente aparece e… O NUMERO DA AMIGA APARECEU. Ha ha ha. Na hora ela riu e disse ” Ih, essa história de numero errado não colou hein? Olha o meu número aqui”. Vish, o moço ficou hiper sem graça e deu aquela desculpa esfarrapada. A amiga é claro, fingiu que aceitou mas assim que o moço foi embora ligou o computador e foi stalkear baseada nas informações colhidas na noite anterior. O moço trabalha com um fotógrafo famoso e tinha dito isso, claro que a amiga lembrou e não demorou nem 10 minutos para achar o perfil dele no facebook. E NÃO É QUE O RAPAZ NAMORA MINHA GENTE? (Uma namorada bem desprovida de beleza, diga-se de passagem) e pelo o que a amiga pode perceber, esse namoro não é de hoje não. Fotos de aniversários de familiares e ele lá pagando de namorado fiel. AHAM, SEI. A amiga não se fez de rogada e mandou uma mensagenzinha pra ele no Fb “Queridinho, não precisava de toda essa história…” (E não obteve resposta, por supuesto) E não precisava mesmo!Mentiroso compulsivo e sem caráter foram as duas primeiras coisas que vieram à cabeça da amiga. E só ele quer ser esperto né? Aff. Insistiu pra ficar na primeira vez e depois inventa uma historia absurda que não foi capaz de sustentar. Coitada da namorada, que provavelmente deve se sentir a mulher mais amada do mundo e na verdade tem um belo de um zé mané ao seu lado.
Ah sim, e tem a cereja do bolo! No perfil do moço, na parte da auto descrição está escrito “SOU UMA PESSOA MARAVILHOSA” (Não vou rir, não vou rir, não vou rir, não voKkkkkKKKkkkKkk)
A parte triste da história é que a amiga havia falado para o amigo que estava com ela na balada pra ele dormir na casa dela pois era mais perto da festa e havia um quarto sobrando. Porém, ela trancou a porta e deixou o celular e capotou depois da noite animada que teve. Quando pegou o celular haviam mensagens e ligações e ela queria morrer! Comprou um presentinho de desculpa, mandou mensagem mas ainda não obteve resposta. O amigo ficou mesmo magoado.

E é essa a vida que vai sediar a Copa de 2014 AND as Olimpíadas de 2016. RYSOS.

h1

QUE PENINHA

setembro 21, 2010

Eu tenho uma amiga que conta que tem uma amiga que um belo dia pegou um bofe BAPHO!

Sexo bom, soninho de conchinha e a bonita, querendo fazer bonito, acordou antes e foi pro banheiro. Aproveitou a viagem e fez o xixi matinal. Desarrumou perfeitamente o cabelo e saiu, nua.

A gata saiu abafando e parou na porta, sensualizando.

-Querida…
-Oi? (sensualizando)
-Voce ta com papel higiénico preso na sua…

AIIIiiiiiiinnnnnnnnnn (VERGONHA ALHEIA)

%d blogueiros gostam disto: